Bio

Luis Leite é um dos principais representantes do hibridismo entre os estilos clássico e popular (Third Stream). Seu violão possui o refinamento de fraseado da escola clássica de Viena, unido ao vigor e espontaneidade do violão popular brasileiro.

Nascido no Rio de Janeiro, e com interesse em variadas vertentes musicais, Luis navegou desde cedo por diferentes estilos e começou a se apresentar profissionalmente aos 14 anos.

Aos 19 anos, recebeu o 1° lugar nos concursos nacionais de violão: “Prêmio Sérgio Abreu (RJ)” e “Concurso Nacional Souza Lima (SP)”.

Posteriormente, ganhou o 1. lugar nos concursos internacionais de violão “John Duarte International Guitar Competition” (Austria) e “Ivor Mairants International Guitar Competition” (Londres). Na área de música popular, foi vencedor do 11. Prêmio BDMG de música instrumental.

Estudou violão erudito com o maestro Oscar Ghiglia na Accademia Musicale Chigiana (Siena, Itália), na classe criada por Andrés Segovia.

Logo após, ingressou na renomada Universidade de Música de Viena (Universität für Musik Wien), sob orientação do Prof. Alvaro Pierri. Recebeu da Universidade de Música de Viena os  diplomas de Bacharelado e Mestrado em “Performance Musical – Violão Clássico”, ambos com distinção de mérito e excelência (summa cum laude).

Retornou ao Brasil assumindo a cátedra de Violão da Universidade Federal de Juiz de Fora, onde idealizou, criou e coordenou o primeiro programa de Bacharelado em Violão híbrido do país, dedicado a formar violonistas com um perfil moderno de atuação aliando as habilidades formativas da música erudita e popular. Desde então seus alunos tem sido vencedores de inúmeros prêmios, em ambas as categorias erudito e popular.

Recebeu o diploma de Doutorado (PhD) em Música sobre improvisação musical, e Pós-Doutorado em Música sobre novas linguagens de improvisação.

Como compositor, Luis possui inúmeras obras e gravou 3 álbuns completos com obras originais para violão: ’Mundo Urbano’, ‘Ostinato’ e ‘Vento Sul’. Seu disco ‘Vento Sul’ foi diversas vezes citado pela crítica como um dos melhores lançamentos do ano de 2018.

Violonista com vasta amplitude no espectro da performance musical, seu escopo de atuação se estende do choro tradicional ao jazz experimental, de música antiga em instrumentos de época à música contemporânea e estreias de composições para o instrumento, passando pelas mais diferentes formações camerísticas e grupos de música popular.

Com intensa atividade internacional, Luis já se apresentou como solista em mais de 20 países. Atualmente tem se dedicado ao seu projeto Solo e a pequenas formações, como em duos com a cantora Mônica Salmaso, o violinista Márcio Sanchez, entre outros.

Copyright 2019. All right reserved

Fechar Menu